UMA ANÁLISE ESPACIAL DA ESTRUTURA PRODUTIVA NO INTERIOR DO BRASIL: OS CLUSTERS DO AGRONEGÓCIO

Thiago José Arruda Oliveira, Waldecy Rodrigues

Resumo


Este artigo tem como principal objetivo identificar e analisar a estrutura produtiva dos clusters do agronegócio presentes no interior do Brasil. Para tanto, utiliza-se da estatística espacial a fim de encontrar as principais Regiões Produtivas do Agronegócio - RPAs -, e em seguida, aplica-se a análise multivariada, um procedimento que permite a redução de amostras em grupos menores, classificando-os de acordo com as suas características espaciais. Os resultados demonstraram que os clusters do agronegócio se diferenciam por causa da relação campo-cidade. Enquanto que a do grupo superior tem uma estrutura econômica diversificada em virtude da grande quantidade de atividades urbanas, o do inferior possui alta dependência pela produção agroexportadora. Diante disso, essas RPAs merecem maior atenção dos governantes por subordinarem exclusivamente ao comércio internacional, tornando-as vulneráveis as crises e embargos estrangeiros.


Palavras-chave


Ocupação agrícola. Regiões do agronegócio. Estatística espacial.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia