DIFERENCIAL DE SALÁRIOS NO MERCADO FORMAL/INFORMAL PARA AS REGIÕES METROPOLITANAS DO NORDESTE

Leandro Batista Duarte, Jader Fernandes Cirino, Ana Beatriz Pereira Sette

Resumo


O crescimento da informalidade no cenário brasileiro tem sido de grande relevância ao longo das últimas décadas, dessa forma, o presente artigo teve como objetivo analisar a diferença de rendimento entre trabalhadores formais e informais nas Regiões Metropolitanas de Salvador, Recife e Fortaleza. Na metodologia, foi utilizada a equação minceriana estimada pelo método de regressão quantílica, apresentado originalmente por Koenker e Basset (1978). Quanto ao modelo de regressão quantílica, os resultados obtidos, particularmente para a educação, apresentaram indícios da ocorrência de segmentação em termos de retornos aos atributos produtivos. Apesar dos trabalhadores informais apresentarem retornos ao capital humano semelhante aos trabalhadores formais na base da distribuição de rendimentos, chegando a alguns casos a ter relativamente mais vantagens.

Palavras-chave


Mercado; Discriminação; Nordeste.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia