Contribuição metodológica para a implementação da reforma agrária na zona semiárida do Nordeste

Renato Duarte

Resumo


O artigo contém uma proposta para a operacionalização de uma reforma agrária na Zona SemiÁrida do Nordeste, tendo como base 40 mil microbacias hidrográficas (MBHs) que, estima-se, existem nessa sub-região. O ponto de partida do processo seria a caracterização geoambiental das MBHs, classificando-as pelas potencialidades ali identificadas no tocante aos recursos hídricos e/ou vegetais. A partir dessas informações, seriam delimitadas as áreas das propriedades agropecuárias, as atividades econômicas a serem desenvolvidas, as tecnologias a serem introduzidas e os números de famílias a serem assentadas nos núcleos formados por cada MBH. O artigo admite a existência de microbacias onde predominam dois tipos de recursos hídricos e/ou vegetais com maior potencial de exploração econômica, além de um tipo de MBH que, por ter sido sujeita a uma forte degradação ambiental, deveria receber intervenções objetivando a sua recuperação.


Palavras-chave


Nordeste; Zona Semi-Árida; Reforma Agrária; Microbacia Hidrográfica.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia