Diagnóstico da agricultura irrigada no Baixo e Médio Jaguaribe

Rubens Sonso Gondim, Adunias dos Santos Teixeira, Morsyleide de Freitas Rosa, Maria Cléa Brito de Figueirêdo, Paulo Miranda Pereira, Kleber Vasconcelos Sabino

Resumo


A gestão dos recursos hídricos carece de informações técnico-científicas que sustentem critérios
na concessão de outorga d´água e a agricultura irrigada no Baixo e Médio Jaguaribe necessita otimizar o uso daquela, diante da competição de outros setores de usuários. Este trabalho tem como objetivo realizar um diagnóstico tecnológico da agricultura irrigada no Baixo e Médio Jaguaribe, a fim de permitir o esboço futuro de uma proposta de política visando à sustentabilidade dos recursos hídricos na região. O diagnóstico do estado atual da agricultura irrigada nas sub-bacias do Baixo e Médio Jaguaribe baseou-se no cadastro de irrigantes,
elaborado pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Estado do Ceará. Pode-se constatar que o maior percentual de área é representado pela irrigação por inundação (2.132,82ha – 39,70% da área), seguido pela microaspersão (1.130,80ha – 21,05%), aspersão (771,80ha – 14,37%), pivô (465ha – 8,66%); gotejamento (429,75ha – 8,00%); sulco (328,31ha – 6,11%) e faixa (77,84 ha – 1,45%).


Palavras-chave


Gestão dos recursos hídricos, Irrigação-Baixo Jaguaribe, Irrigação-Médio Jaguaribe, Política de recursos hídricos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia