ASSENTAMENTO RURAL AGROECOLÓGICO: UM CAMINHO POSSÍVEL PARA A REPRODUÇÃO SOCIOECONÔMICA DA AGRICULTURA FAMILIAR

Filipe Augusto Xavier Lima

Resumo


Tendo como referência a transição agroecológica, o presente trabalho apresenta como objetivo compreender as dificuldades e potencialidades das estratégias e experiências dos agricultores familiares do assentamento Chico Mendes III, além de caracterizar as consequências desse processo sobre o desenvolvimento rural, verificando, ainda, as mudanças ocorridas nas unidades de produção dos agricultores envolvidos. Esses agricultores vêm sendo acompanhado, desde 2009, pelo Núcleo de Agroecologia e Campesinato (NAC) da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), que iniciou um projeto de pesquisa com o intuito de auxiliar o processo de transição agroecológica no assentamento através de diagnósticos, reuniões, capacitações, intercâmbios, unidades de experimentação agroecológica (UEAs) etc. Por meio de visitas aos agricultores do Chico Mendes III para observação direta da rotina dos trabalhos de produção ali desenvolvidos, e de entrevistas direcionadas a fontes-chave de informação e aos representantes de cada família assentada, foi possível constatar os principais fatores que motivaram o envolvimento dos agricultores numa experiência dessa natureza, bem como as transformações identificadas em suas áreas produtivas.  


Palavras-chave


Agroecologia; Extensão Rural; Desenvolvimento Rural; Reforma Agrária.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia