Configuração e inserção no mercado internacional de dois sistemas produtivos locais: a experiência dos agrupamentos vitícolas de Petrolina e Tierra Amarilla

Maria Cristina Cacciamali, Maria de Fátima José-Silva, Suzana Bierrenbach de Souza Santos, Fábio Tatei

Resumo


Este trabalho focaliza dois clusters de agronegócio ligados à viticultura, Petrolina (Brasil) e Tierra Amarilla (Chile). Analisa as características das vantagens competitivas, as inter-relações entre atores, agentes e diferentes níveis de governo e questões relativas ao acesso ao crédito e incentivos rurais, utilizando-se de teorias de desenvolvimento territorial, agrupamentos, e históricoinstitucionalistas. O estudo destaca a importância do Estado na formação e sucesso dos dois agrupamentos e indica que nenhum dos dois dispõe de todos os requisitos necessários para consolidação das vantagens competitivas nos respectivos territórios. O cluster chileno mostra maior grau de maturidade, conhecimento acumulado, inserção internacional e articulação entre atores, agentes e diferentes níveis de governo, entretanto não gera transbordamento econômico e social suficiente para proporcionar o desenvolvimento territorial. Já o agrupamento de Petrolina, embora apresente maior integração da cadeia produtiva e mantenha atividades de desenvolvimento tecnológico, não atinge suficiente grau de maturidade e/ou de inserção internacional.

Palavras-chave


Viticultura-Agronegócio; Viticultura-Clusters; Viticultura- Petrolina; Viticultura-Tierra Amarilla (Chile); Clusters.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia