Disponibilidade de crédito e desenvolvimento na Região Nordeste do Brasil: uma perspectiva pós-keynesiana

Ana Carolina da Cruz Lima

Resumo


Uma análise mais completa da dinâmica do capital no espaço procura incorporar à problemática regional o papel desempenhado pelos sistemas monetário e financeiro na determinação da renda e do emprego regionais e, consequentemente, nacionais. Os teóricos pós-keynesianos têm desenvolvido vários estudos nesta área. A constatação desta influência implica diversas recomendações de políticas econômicas, cujo objetivo é estimular o acesso ao crédito em regiões periféricas do país, para gerar renda e estabelecer redes de relacionamento entre agentes financeiros e produtivos. No Brasil há um exemplo de política pública de microcrédito orientado – o Crediamigo – desenvolvida pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB) para estimular a dinâmica econômica de áreas urbanas localizadas na região Nordeste, a menos desenvolvida do país. O objetivo deste trabalho é analisar, a partir de dados fornecidos por esta instituição, as principais características e resultados deste programa. A análise dos dados demonstra que o programa tem colaborado para a diminuição da pobreza na região, uma vez que o crédito tem-se expandido especialmente entre a população pertencente às red lines.

Palavras-chave


Microcrédito. Moeda e Espaço. Crediamigo. Políticas de Desenvolvimento Regional.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia