As leis de Kaldor no espaço: uma análise para os municípios brasileiros com modelos de regressões geograficamente ponderadas

Hugo Carcanholo, Alexandre Alves Porsse

Resumo


A hipótese de retornos crescentes de escala é fundamental na teoria Kaldoriana para explicar o crescimento industrial e a dinâmica de uma economia capitalista, enquanto que a presença de economias de aglomeração espacial é uma condição necessária para a existência de retornos de escala. O objetivo deste trabalho é avaliar empiricamente as três leis de Kaldor para os municípios brasileiros utilizando modelos de regressão ponderados geograficamente. Os resultados mostraram que os coeficientes da primeira e da segunda leis são espacialmente heterogêneos. Embora relevantes para o dinamismo econômico, os efeitos da atividade industrial não são homogêneos no espaço. Além disso, devido à forte concentração espacial do coeficiente de Verdoorn, a distribuição espacial dos retornos crescentes de escala tende a reforçar o padrão de desigualdade territorial da produtividade no Brasil.


Palavras-chave


Produtividade, Retornos de escala, Heterogeneidade espacial e Modelos Ponderados Geograficamente.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia