Condições habitacionais como um indicador de pobreza nas áreas rurais do Nordeste Brasileiro

Ana Cecília Kreter, Renata Del-Vecchio, Jefferson Andronio Ramundo Staduto

Resumo


Este artigo tem como objetivo mensurar os níveis de pobreza nas áreas rurais do Nordeste, a partir das variáveis de condições de moradia e serviços básicos, doravante condições habitacionais. Essa abordagem foi motivada pela constatação das dificuldades de acesso a esses bens e serviços por parte da população rural, e pela existência de grandes bolsões de pobreza na Região, que são responsáveis por diversos problemas de saúde. Para tanto, foram utilizados como metodologia a Teoria dos Conjuntos Fuzzy (TFC) a partir do conceito de pobreza multidimensional, e como referência os microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) dos anos de 1996, 2006 e 2011. Os resultados indicam quais estados nordestinos apresentam os melhores e os piores índices de pobreza, e sua situação em relação ao Brasil. A partir dessa constatação, o artigo aponta algumas políticas públicas que devem ser priorizadas.


Palavras-chave


Pobreza; Multidimensionalidade; Área Rural; Nordeste; Teoria dos Conjuntos Fuzzy

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia