Agricultura familiar no estado da Paraíba: uma análise a partir de tabulações especiais do Censo agropecuário 2006

Joacir Rufino de Aquino, Marta Aurélia Dantas de Lacerda, João Ricardo Ferreira de Lima

Resumo


O objetivo deste artigo é demonstrar o peso socioeconômico da agricultura familiar paraibana com base em “tabulações especiais” do Censo Agropecuário 2006, apresentando os principais segmentos que se destacam no interior dessa categoria de produtores e a composição da renda. As “tabulações especiais” foram elaboradas segundo o recorte da Lei da Agricultura Familiar e a partir das normas do PRONAF vigentes no Plano Safra 2006/2007. O trabalho mostra que a agricultura familiar é o segmento social predominante no rural paraibano. Todavia, há uma grande heterogeneidade e desigualdade social no interior dessa categoria de produtores, onde a maioria são extremamente pobres e apenas uma pequena parcela consegue sobreviver a partir das atividades agropecuárias. Essa constatação revela o risco de considerar a agricultura familiar como um setor homogêneo e, ao mesmo tempo, abre novas possibilidades de pesquisa que podem ampliar o campo de ação das políticas públicas de desenvolvimento rural.

Palavras-chave


Agricultura Familiar; PRONAF; Nordeste Brasileiro

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia