O Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste - ETENE publica novas análises setoriais

Rochas ornamentais: Novas perspectivas de investimento

 

Apresenta uma panorâmica da atividade no Mundo e no Brasil, particularizando informações regionais e estaduais. Traz informações de produção, emprego, mercado interno, comércio exterior etc. relativas às etapas do processo produtivo. Historicamente, a atividade mínero-industrial de rochas ornamentais tem apresentado crescente dinamismo. Desde 1990, o setor cresceu no mundo, em média, 4,5% a.a., tendo sua produção alcançado 140 milhões de toneladas em 2015. Nesse ano, o intercâmbio mundial de rochas ornamentais foi de 53,0 milhões de toneladas, envolvendo cifra da ordem de US$ 23 bilhões. No Nordeste, destacam-se na extração de rochas ornamentais a Bahia e o Ceará, que participam, respectivamente, com 10,6% e 5,0% do total de empregos do País nessa atividade. No que concerne ao beneficiamento, esses dois estados também são as duas maiores referências na região. As perspectivas do setor de rochas ornamentais no Nordeste são promissoras, haja vista a elevada disponibilidade de materiais de grande aceitação comercial na Região. Por essa razão, diversas empresas, particularmente capixabas, têm prospectado novos materiais no Nordeste, sobretudo no Semiárido. Como decorrência desse esforço, tem sido expressivo o fluxo de rochas ornamentais extraídas no Nordeste com destino ao Espírito Santo. Além disso, está prevista a implantação de um polo de beneficiamento de rochas ornamentais na Zona de Processamento de Exportação (ZPE) Ceará, já tendo sido firmado, para tanto, protocolo de intenção entre o Governo do Estado e cerca de 20 empresas, a maioria capixabas. Em razão disto, estima-se que sejam investidos nesse polo graniteiro cerca de R$ 180 milhões nos próximos anos.

 

Cajucultura nordestina continua em declínio

 

A cadeia produtiva do caju no Nordeste passa por sérias dificuldades, tanto no setor primário que passou por sucessivas quebras de safras e baixa produtividade, quanto no setor industrial que sofre com a insuficiência da oferta de matéria-prima. O apoio creditício para recuperação dos cajueirais afetados pela seca é de extrema importância, tendo em vista a elevada relevância socioeconômica da atividade no semiárido para os pequenos produtores rurais, principalmente por ser uma das poucas alternativas de geração de renda no período seco do ano. O apoio à implantação de cajueiro anão precoce nos perímetros irrigados pode ser uma boa alternativa para recuperar a cultura e, ao mesmo tempo, revitalizar os perímetros irrigados.

 

Textile industry

 

Este informe retrata o desempenho recente da indústria têxtil no Brasil, com ênfase na área de atuação do BNB, que abrange os Estados do Nordeste e o Norte do Espírito Santo e de Minas Gerais. Para estes dois últimos, as análises serão feitas conforme a existência de informações disponíveis. O documento contempla informações sobre as características da indústria têxtil e realiza um panorama e análises prospectivas da atividade no mundo e no Brasil, particularmente no Nordeste.



Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia