Revista Econômica do Nordeste

A REN é uma publicação trimestral aberta a edições especiais temáticas. Mantida pelo Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste – ETENE e patrocinada pelo Banco do Nordeste do Brasil desde sua criação em 1969. Divulga trabalhos originais de cunho técnico-científico (escritos em português, inglês ou espanhol) resultantes de pesquisas que concorram para a constituição de uma base de informações acerca do desenvolvimento regional e contribuam para a qualificação e a formação de uma consciência crítica em torno dessa temática.

Com classificação Qualis B2 em áreas como economia e planejamento urbano e regional/demografia, a REN conta atualmente com um amplo quadro multidisciplinar de revisores-doutores independentes (em torno de 700), com formação no Brasil e no Exterior.

Notícias

 

CADERNO SETORIAL ETENE > GRÃOS > MÓVEIS

 

O Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste - ETENE disponibiliza nova análise setorial:

 PRODUÇÃO DE GRÃOS – FEIJÃO, MILHO E SOJA

 Nordeste aumenta produção, Brasil cai, greve dos caminhoneiros, armazenagem

 O ano-safra atual (2017/2018) contou com excelentes condições meteorológicas nas principais regiões produtoras. Considerando as lavouras de soja, milho e feijão, o Nordeste deve aumentar a produção em 1,7 milhão de toneladas, alta de 10% em relação à safra anterior (2016/2017), de 17 para 18,7 milhões de toneladas. No Brasil, a produção total deve ter quebra de 2,65%, estima-se para esta safra cerca de 209,6 milhões de toneladas. Estas culturas também tiveram as logísticas de suas cadeias produtivas afetadas pela recém-encerrada greve dos caminhoneiros, cujos desdobramentos têm provocado muita discussão entre os setores envolvidos e ainda não chegou a um consenso. Assim, é necessária  cautela na definição dos preços pagos ao produtor, para não comprometer a capacidade futura de pagamento. É também importante uma política de armazenagem de grãos eficiente, tanto para os próprios agricultores, como para os produtores de suínos, aves e bovinos. Linhas de crédito específicas para implantação e controle de armazenamento de grãos nas propriedades seria um investimento fundamental para melhoria de receita dos produtores, evitando-se sazonalidades de oferta e de preços do milho e da soja.

 

SETOR MOVELEIRO: ASPECTOS GERAIS E TENDÊNCIAS NO BRASIL E NA ÁREA DE ATUAÇÃO DO BNB

Nordeste: quantidade de empresas do segmento de móveis de madeira cresce 80%

 Em 10 anos, a região Nordeste cresceu 80% na quantidade de fábricas de móveis cuja matéria-prima foi predominantemente a madeira, fechando 2016 com mais de 2 mil empresas. Ademais, em comparação com as demais Regiões, o Nordeste foi destaque na fabricação de móveis de quaisquer substratos, sendo que o de madeira ou predominantemente de madeira representou 78% do total em 2016. Com média de 7 empregos diretos por empresa, o setor de móveis gerou mais de 15 mil empregos em 2016 no Nordeste e em torno de 18 mil contratos na área de atuação do Banco do Nordeste. Considerando todos os substratos (madeira, metal etc.), o setor no Nordeste absorveu mais de 25 mil trabalhadores diretos e aproximadamente 30 mil na Área de atuação do Banco. Apenas, em 2017, o Banco do Nordeste investiu mais de 28 milhões de reais no setor moveleiro, sendo 70% na produção de móveis predominantemente de madeira. Importante que as micro e pequenas empresas foram responsáveis por 60% da demanda destes recursos. Também, ressaltar que a evolução da produção segundo a Indústria 4.0, que utiliza tecnologias para automação e troca de dados em nuvem, sistemas físico-cibernéticos e internet das coisas no processo produtivo até a distribuição, promoção e venda do produto e a atuação comercial através do omnichannel que, integra lojas físicas, virtuais e compradores, são os grandes desafios que preocupam as empresas brasileiras do mobiliário. A retomada da economia e da demanda interna, associada ao elevado déficit habitacional brasileiro e a necessidade de ampliação e modernização da infraestrutura do País, devem resultar no crescimento do setor.

 


 

Na página https://www.bnb.gov.br/publicacoes/CADERNO-SETORIAL você terá acesso a todo o acervo e poderá acompanhar o setor ou segmento de sua preferência. O Caderno Setorial ETENE é uma publicação mensal que reúne análises de setores da economia nordestina e, eventualmente, temas transversais. Com uma redação eclética, esta publicação se adequa à rede bancária, pesquisadores de áreas afins, estudantes, e diversos atores do setor produtivo.

 
Publicado: 2018-07-11
 

DIÁRIO ECONÔMICO ETENE – DEE

 

Brasil está entre os 10 maiores produtores e consumidores de petróleo

 

“O Brasil está entre os 10 maiores produtores de petróleo e derivados do mundo. Considerando a extração de petróleo das camadas do pré-sal, as empresas que atuam no País possuem capacidade de produção, refino de distribuição de derivados sem necessitar recorrer a elevadas importações para abastecer o mercado interno”

 

O documento de hoje está disponível: Edição Atual

 

As edições anteriores do Diário Econômico podem ser consultadas: Edições Anteriores

As demais publicações do ETENE estão disponíveis no portal do Banco do Nordeste: Publicações ETENE

 
Publicado: 2018-06-26 Mais...
 
Outras notícias...

Volume 49, número 2


Capa da revista


Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia